NOTÍCIAS - Boas práticas em sustentabilidade na gestão marcam 8º Fórum A3P


Boas práticas em sustentabilidade na gestão marcam 8º Fórum A3P
Publicada em :04/06/2014

Mais de 350 pessoas estão reunidas em Brasília, no 8º Fórum da Agenda Ambiental na Administração Pública, promovido pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) na Semana do Meio Ambiente. O principal objetivo do evento, que se encerra nesta quarta-feira (04/06), é compartilhar práticas bem sucedidas de sustentabilidade nos órgãos públicos e debater os avanços das políticas públicas nesta área, em comemoração aos 15 anos do programa Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P).A secretária de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental do MMA, Regina Gualda, declarou, durante abertura do evento, que a responsabilidade socioambiental do governo é grande. “Precisamos liderar pelo exemplo”, enfatizou. A proposta do programa A3P é justamente a de incentivar nas instituições públicas na adoção de ações que promovam a sustentabilidade no cotidiano dos órgãos. O programa é voluntário e demanda engajamento pessoal e coletivo. A secretária lembra que, com o programa, é possível agir localmente, pensando globalmente. “Não há atalhos para a sustentabilidade”, afirmou.Durante o evento comemorativo dos 15 anos da A3P, foram homenageadas as pessoas que participaram da primeira comissão responsável pela criação do programa. O diretor de Cidadania e Responsabilidade Socioambiental, Geraldo de Abreu, destacou que o programa A3P tem como missão zelar pelo meio ambiente e os servidores homenageados são dedicados a essa agenda.EXPERIÊNCIAS EXITOSASA coordenadora do programa A3P, Ana Carla de Almeida, explicou que este ano a proposta do Fórum é ouvir as experiências dos órgãos parceiros. “Para mostrar que é possível fazer e usar instrumentos que trazem bons resultados para a administração pública”, disse. A experiência da cidade de Bragança Paulista (SP) foi uma das apresentadas. O Programa de Conciliação Socioambiental tem o objetivo de solucionar conflitos de forma célere e eficaz. O secretário municipal de Meio Ambiente, Francisco Chen de Araújo, explica que as indenizações ambientais são utilizadas exclusivamente para fomento a programas ambientais, como, por exemplo, o plantio de árvores junto à comunidade.A experiência do Superior Tribunal de Justiça (STJ) mostrou como o planejamento na compra de material reduz o desperdício. A revisão dos padrões de consumo do órgão permitiu a redução, por exemplo, do consumo de papel branco em mais de 50 por cento. No Conselho Superior de Justiça do Trabalho foi aprovado o Guia Prático para Inclusão da Sustentabilidade nas Contratações de Justiça do Trabalho. A coordenadora da Comissão de Responsabilidade Socioambiental do órgão, Danuza Montoro, disse que o guia passa por atualização contínua e já tem a sua segunda edição publicada.Na Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP) as campanhas de conscientização e mobilização estão presentes. Foi criado o dia sem carro, a vaga viva (atividades educativas nas vagas de estacionamento), a segunda-feira sem carne e estimulada a promoção de atividades físicas. Na Presidência da República o projeto apresentado trabalha com a coleta seletiva em parceria com quatro cooperativas de catadores de material reciclável, beneficiando 93 famílias. Débora de Souza Januário, que apresentou o projeto Coleta Seletiva Solidária, compartilhou que a sensibilização dos servidores é o maior desafio de uma mudança de cultura, por isso o órgão investiu em eventos de sensibilização, mobilização e capacitações.CONHEÇA MAISO programa Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P) nasceu, de maneira voluntária e informal, em 1999. Em 2002, a iniciativa foi reconhecida pela Fundação das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) devido à relevância do trabalho desempenhado e dos resultados positivos obtidos ao longo do seu desenvolvimento, ganhando o prêmio “O melhor dos exemplos na categoria Meio Ambiente”.A partir de 2004, passou-se a exigir o termo de adesão formal ao programa. Em 2005, foi realizado o primeiro Fórum A3P. No ano passado, foram criados os cursos de capacitação de sustentabilidade na administração pública. Neste ano, foram lançados os selos de reconhecimento de práticas sustentáveis no ambiente de trabalho: Verde, Prata e Laranja.   Fonte: MMA


Confira Notícias Relacionadas
- Geopolítica do desenvolvimento sustentável
- Especialistas analisam benefícios da certificação ambiental
- Comunicado aos Colaboradores!
- Parques são opção para turistas no período da Copa
- Países de língua portuguesa debatem desertificação




O que fazemos Quem somos Multimídia Participe Colaboradores
    Fotos
Vídeos
Papéis de parede
Twitter FaceBookFlickOrkutYoutube Contato
Fique Atulizado Movimento Ambiental online      
Blog
Outros
Twitter
Facebook
Youtube
Orkut
   Ibama Fatma Fundema

© Movimento Ambiental
Rua Nove de Março - 737 - Cep: 89201-400 - Centro - Joinville - SC.
Telefone:(47) 4101-6261 / 4101-7010 
Desenvolvido por: Prof Miguel Silva